Diversas armas utilizadas nos crimes também foram apreendidas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Suspeitos de integrar uma quadrilha envolvida em diversos roubos a fazendas na região do Triângulo Mineiro – um deles registrado na última quarta-feira (2), em Pirajuba – foram identificados pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Vários produtos e cabeças de gado foram recuperados e já entregues para algumas das mais de 20 vítimas. As informações foram divulgadas pela polícia na manhã desta terça-feira (8), em Uberaba.

A investigação foi realizada pelo delegado Leonardo Cavalcanti, da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado e Anti Drogas (Deccoad), e pelo delegado Diego Lodi, da Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) Rural, sob o comando do delegado-chefe do 5º Departamento de Polícia Civil em Uberaba, Heli Andrade.

A partir da investigação da tentativa de roubo na fazenda em Pirajuba, a Polícia Civil chegou até a identificação de alguns suspeitos. O assaltante que morreu baleado em Pirajuba foi identificado como sendo o chefe da quadrilha, de 50 anos, que estava foragido da Justiça desde 2013. Entre os envolvidos nos roubos também estão o filho e o genro do homem.

“Ele, família e alguns comparsas assaltavam propriedades rurais, fazendo um verdadeiro ‘limpa’. Em 2013 ele foi preso pela Comarca de Perdizes e neste mesmo ano ele rendeu um agente penitenciário e fugiu. Nós o identificamos assim que recebemos a foto dele e a informação de que ele teria sido morto em Pirajuba. Também recebemos informações do local em que ele vivia em um assentamento na zona rural de Colômbia, no interior de São Paulo. Fizemos alguns levantamentos, montamos equipe e conseguimos achar o lote. Assim que chegamos ao lote, duas pessoas que estavam lá fugiram por um matagal”, contou Cavalcanti.

Ao todo, segundo a polícia, são cerca de oito a dez pessoas envolvidas nos roubos; seis a oito já foram identificadas.

O delegado Diego Lodi, que acompanha o caso de alguns produtores rurais de Uberaba, Conceição das Alagoas, Campo Florido, Pirajuba e Frutal, que foram vítimas dos assaltos, os levou até o assentamento em Colômbia (SP) para identificação dos materiais roubados.

No local, foram encontradas diversas armas de fogo, defensivos agrícolas, adubos, veículos, maquinários, eletrodomésticos e cerca de 40 cabeças de gado sem marcação. “Os assaltantes entravam nas propriedades rurais sempre armados e amarrando as vítimas. Lá, eles também ficavam durante muito tempo, fazendo praticamente uma mudança: levavam desde eletrodomésticos a animais em um caminhão”, contou Diego Lodi.

Entre os produtos recuperados, estão máquinas agrícolas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Ainda segundo o delegado Lodi, há a possibilidade de haver mais vítimas dos roubos em outras cidades e, também, receptadores dos materiais roubados. Por isto, as investigações continuam.

“Até o momento, podemos dizer que esta quadrilha cometeu mais de 20 assaltos na zona rural do Triângulo Mineiro. Os delegados vão continuar as investigações para identificar o restante dos integrantes e prendê-los”, explicou Heli Andrade.


DEIXE UMA RESPOSTA