BRASIL – Um estudante de 14 anos, filho de policial militar, abriu fogo contra colegas de sala na manhã desta sexta-feira (20) de outubro em um colégio particular, localizado no bairro Conjunto Riviera, em Goiânia. O atirador cursa o 8º ano e teria iniciado os disparos por volta de 12h.

Dois colegas morreram e identificados como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo. Outras quarto pessoas foram feridas e encaminhadas para atendimento.

Segundo a imprensa local, o garoto atirador vinha sofrendo bullying de colegas, o que o teria motivado a usar uma arma que seria do pai para cometer o atentado.

Continua após a publicidade

“Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento pois não usa desodorante. No intervalo da aula, ele sacou a arma da mochila e começou a atirar. Ele não escolheu alvo. Aí todo mundo saiu correndo”, revelou o aluno ao G1 de Goiás.

O suspeito dos disparos está apreendido.


Comments are closed.