Sae Araguari / foto: Google StreetView

ARAGUARI, MINAS GERAIS – Um consumo anormal de bolos, quitandas, pães e leite por parte da Superintendência de Água e Esgoto (SAE) em 2016 acendeu um alerta na Câmara Municipal de Araguari.

Foram ‘consumidos’ Bolo confeitado: gasto de R$ 5.147,55 com consumo de 340,5 Kg; Quitandas: gasto de R$ 30.431,67 com consumo de 2, 2 milhões de Kg; Pão de sal: gasto de R$ 63.159,41 com consumo de 16,1 milhões de Kg; Leite: gasto de R$ 57.179,77 com consumo de 33.163 litros. O total de gastos com padaria ficou próximo de R$156 mil no período de fevereiro a dezembro de 2016.

A instituição conta com 180 colaboradores no quadro de funcionários. Para se ter um exemplo, cada funcionário teria de consumir oito pães por dia e beber quatro litros de leite.

Continua após a publicidade

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instituída na Câmara Municipal na última terça-feira (24) para apurar o caso.

Durante a reunião, foram indicados três nomes para compor a comissão: Dhiosney de Andrade (PTC), Levi de Andrade Siqueira (PMDB) e Sebastião Joaquim Vieira (PRP), que estava ausente. Ele é indicação da base de oposição ao atual governo da cidade. O nome dele foi bancado pelo vereador Paulo do Vale (PV). Na próxima sessão.

“Pelas notas apresentadas em junho de 2016, 15.740 litros de leite teriam sido consumidos. A conta com a padaria, no mesmo mês, foi de R$ 33.811,65. Para utilizar esses gastos, cada funcionário deve comer diariamente oito pães e tomar 4 litros de leite. Esse ano, o gasto foi de R$ 3.253,97, queda superior a 90%”, explicou o vereador Dhiosney de Andrade à reportagem da Tv Integração.


Comments are closed.