Perto de finalizar o seu mandato como presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Castellar Neto negou candidatura a cargo político nas próximas eleições, mas indicou como possível a vice-presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O anúncio foi feito durante o lançamento do Campeonato Mineiro de 2018, nesta quinta-feira.

O mandato na FMF finaliza-se em junho e, no lugar de Castellar, tomará posse Adriano Aro, que atualmente é secretário geral da federação. “É um questão pessoal, tenho outros projetos meus pessoais envolvidos. Não veremos o Castellar deputado”, negou. No mandato de Aro, Castellar será vice-presidente da FMF.

A continuidade na cúpula de comando da federação deixa aberta uma outra possibilidade: a de chegada na diretoria da CBF. Em abril deste ano, Castellar foi indicado pela Comembol para integrar o “Player Status”, uma espécie de comissão consultiva da FIFA para fiscalizar e monitorar as relações e transações entre atletas e clubes.

Continua após a publicidade

“É uma possibilidade. Na realidade, é uma questão que envolve as 27 federações e os 40 clubes que disputam a primeira e a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. São muitos interessados. Não penso no Castellar, mas penso em Minas Gerais. Acho que Minas Gerais tem que firmar posição na CBF. Há muitos anos não tem espaço digno da grandeza do nosso estado que hoje, sem dúvidas, disputa com São Paulo, nos últimos cinco anos, os principais títulos nacionais e internacionais. Eu gosto muito de falar que, de 2013 para cá, ganhamos uma Libertadores, uma Recopa, duas Copas do Brasil, dois Campeonatos Brasileiros, uma Série C, uma Série D e estamos prestes a ganhar com o América uma Série B”, comentou Castellar quando questionado sobre a disputa da vice-presidência da entidade.

O mandato de Castellar iniciou em junho de 2014. Eleito aos 31 anos, ele foi o mais jovem presidente da história das federações de futebol do Brasil.


Comments are closed.