A Polícia Militar (PM) procura por dois criminosos que atiraram em três mulheres que pegaram carona com eles, nessa sexta-feira (17), em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Duas delas morreram, e uma adolescente de 14 anos, baleada no ombro, foi socorrida para um hospital da cidade.

De acordo com informações preliminares da corporação, o crime aconteceu por volta das 23h40 perto de um forró, no bairro Granja Santo Afonso, às margens da MG-050. As mortas ainda não foram identificadas e a motivação do duplo homicídio não foi esclarecida. Moradores escutaram o som de pelo menos cinco disparos. 

O TEMPO esteve no local e apurou que a menor levou um tiro no ombro e, para sobreviver, se fingiu de morta. Testemunhas contaram que, enquanto aguardava a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a adolescente chorava e gritava muito dizendo que não poderia morrer por ter um filho pequeno para criar. 

Continua após a publicidade

A sobrevivente relatou que tudo começou quando as três pegaram uma carona com dois homens saindo de Contagem. Após elas serem baleadas, os suspeitos abandonaram a jovem e uma das mortas próximo ao forró e a outra mulher foi deixada a cerca de 7 quilômetros do local, no trevo de Esmeraldas. 

A menor foi encaminhada ao Hospital Regional de Betim. A ocorrência ainda está em andamento e ninguém foi preso.

 

Madrugada violenta em Betim

Além do duplo homicídio, Betim também registrou outro homicídio na madrugada deste sábado, desta vez no bairro Açude. José Ferreira de Souza, de 50 anos, foi executado na rua Serra Negra que, segundo a PM, é uma região mais isolada, formada principalmente por sítios. A vítima apresentava um ferimento na cabeça. 

Como ninguém testemunhou o crime, ainda não há qualquer suspeita inicial de autoria e motivação do crime. O homicídio será investigado pela Delegacia de Homicídios de Betim.

Atualizada às 10h59


Comments are closed.