Os católicos de Minas Gerais ganharam um presente do papa Francisco. Neste domingo (19), o arcebispo dom Walmor fará em Caeté, no Santuário Nossa Senhora da Piedade, o anúncio de que o pontífice elevou as duas igrejas que fazem parte do conjunto arquitetônico à condição de basílicas. A informação foi divulgada neste sábado (18) pela Arquidiocese de Belo Horizonte

Com a decisão do Papa, a Ermida da padroeira do Estado, capela do século 18 que guarda a imagem da Nossa Senhora feita por Aleijadinho, passará a se chamar Basílica Ermida da Padroeira de Minas Gerais. Já a igreja das Romarias, edificada nos anos 70 para acolher as grandes peregrinações, será chamada de Basílica Estadual Nossa Senhora da Piedade. 

“Assim como as catedrais estão ligadas ao ministério de bispos e arcebispos, as basílicas têm vínculo direto com o ministério do papa. Por isso, são consideradas pela Igreja Católica como um território com muita importância para as atividades litúrgicas e pastorais”, explica a nota divulgada pela Arquidiocese. 

Continua após a publicidade

Até agora, Minas tinha duas basílicas, ambas na capital mineira: Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Lourdes, e a de Santo Cura D’Ars, no bairro Prado. Agora o Estado passa a contar com quatro basílicas. 

O anúncio está marcado para acontecer no santuário às 8h. 

 

Pedido do arcebispo

Ainda conforme o texto, o “presente” do papa aos fieis mineiros surgiu de um pedido do arcebispo dom Walmor e de outros bispos do Estado. Dom Walmor viajou para Roma com um documento com as assinaturas dos bispos mineiros, solicitando que nesse ano jubilar, quando são celebrados os 250 anos de peregrinação ao Santuário Nossa Senhora da Piedade, as duas Igrejas fossem elevadas a basílicas.

O pedido foi acolhido pelo Papa Francisco, que conhece a história do Santuário e, no início deste ano, já havia concedido a sua bênção apostólica a todos os peregrinos que visitam esse território sagrado.


Comments are closed.