Dez tiros foram disparados na noite de terça-feira (21) para assassinar um adolescente de 14 anos, no bairro Bandeirinhas, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. A vítima foi atingida por seis tiros somente na cabeça, um na mão direita e três na bacia.

O crime aconteceu na avenida Geraldo Campos por volta das 21h30. Uma tia do adolescente esteve no local e afirmou para a Polícia Militar (PM) que o garoto era usuário de drogas. Segundo a tia, ele estaria morando no bairro Santa Inês.

Continua após a publicidade

O corpo foi removido para o Instituto Médico-Legal (IML) de Betim. A oitava delegacia de homicídios de Betim investiga a motivação e autoria do crime. A suspeita é que o homicídio tenha relação com acerto de conta com traficantes, por causa do tiro na mão do garoto, que seria uma mensagem para quem deve e não paga suas dívidas com os criminosos.

Outro

Também em Betim, policiais militares prenderam dois suspeitos de homicídio logo depois do crime, ocorrido na rua Francelina Cândida, no bairro Jardim Vitória.

Os militares estavam em patrulhamento pelo bairro e escutaram o barulho dos tiros. Logo em seguida, foram informados pela rede-rádio da PM que um homem tinha acabado de ser baleado na região, por dois homens que fugiram a pé.

Os policiais imediatamente se deslocaram para o endereço e acionaram socorro para a vítima. Os militares fizeram rastreamento e localizaram dois homens com as mesmas características dos suspeitos, passadas por testemunhas.

Os suspeitos, de 26 e 25 anos, confessaram o crime e foram presos. Um deles estava com uma réplica de arma na cintura e com munições, enquanto o outro trazia um revólver 38 na cintura. A dupla assumiu ter atirado no homem conhecido apenas por “Paulista”, que o teria ameaçado de morte dias antes. O motivo ele não revelou.

A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas morreu ao dar entrada no Hospital Sabino Neto.

O Tempo


Comments are closed.