Imagine o coração do torcedor do Dentil-Praia Clube nesta sexta-feira (23). Desde a contratação da campeã olímpica Fernanda Garay para esta temporada, ele sabe que o elenco é o melhor que já representou o clube do Triângulo Mineiro. Até aqui, oito vitórias em oito partidas, incluindo um passeio no clássico contra o Camponesa-Minas na penúltima rodada. Mas no ginásio do Praia, nesta sexta, acontece o jogo mais esperado do turno, contra o Vôlei Nestlé, às 21h30. A partida será transmitida pelo SporTV.

A adrenalina do torcedor, que com certeza aguarda esse jogo com uma expectativa imensa, se justifica: foi o Nestlé quem eliminou o Praia da última Superliga nas semifinais, numa temporada em que todos esperavam que a equipe mineira chegasse mais longe. As paulistas também são as únicas das favoritas ao título que o Praia recebe em casa no turno. E com a campanha impecável até aqui, só falta uma vitória sob um adversário como este para carimbar o favoritismo.

Ah, o favoritismo. Palavra que no esporte carrega duplos sentidos. Para uns, evidencia a grandeza de um time, para outros pode demonstrar soberba. Mas, se para o torcedor, que sempre acredita, o favoritismo é mais que factível, os números da Superliga mostram que o Praia está colhendo frutos de um planejamento bem-executado.

Continua após a publicidade

Líderes. Apesar da diferença na tabela – o Praia lidera, com 24 pontos e o Nestlé é o terceiro, com 18 –, os times promoverão um embate entre as melhores performances até aqui. E são as campeãs olímpicas que carregam os índices. Walewska, Fabiana e Fernanda Garay, pelo Praia, Tandara, Bia e Tássia, pelo Nestlé, estão entre os destaques do torneio. Destas, apenas as duas últimas não são medalhistas.

No meio de rede, Walewska e Fabiana têm conduzido o Praia numa invejável performance. Com 1,25 ponto de bloqueio por set, a primeira é a melhor bloqueadora da competição. Ao seu lado, Fabiana é a atacante de melhor aproveitamento da Superliga, com 58% de aproveitamento. O bom desempenho será colocado à prova contra Bia, central do Nestlé que, com 30 acertos, é a maior pontuadora em bloqueios no torneio. É jogo não só para se impor, mas para separar as mulheres das meninas.

“É um jogo muito importante para as nossas pretensões na Superliga contra um concorrente direto. Acredito que será uma excelente partida com muita disputa por cada ponto”, comentou Fernanda Garay

Números

71% de eficiência na recepção tem a ponteira Fernanda Garay, em 4º lugar nas estatísticas

58% de aproveitamento no ataque tem a central Fabiana, o melhor índice da Superliga

3,71 pontos de bloqueio marca o Praia, em média, em cada set disputado.

30 bloqueios certos fez a central Walewska, vice-líder neste quesito


Comments are closed.