Inconformado com o fim do relacionamento amoroso de seis meses, Luiz Alberto Pereira dos Santos, de 62 anos, assassinou a ex-companheira, Maria de Fátima Santos, 39, com uma facada no peito em Pirapora, no Norte de Minas, nesse sábado (25). Ele ainda esfaqueou a filha e mãe da vítima. Logo após os ataques, o criminoso se matou.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a filha de Maria, de 19 anos, que está grávida, contou aos militares que estava em um bar, no bairro Bom Jesus, com a mãe, a avó materna e uma filha pequena quando viu Santos passando na porta do estabelecimento por algumas vezes.

Por volta das 19h, ele parou e, sem dizer nada, atingiu a ex-namorada.  A mãe de Maria de Fátima, de 56 anos, foi golpeada no tórax. Já a jovem foi atingida superficialmente na barriga. As três foram socorridas por equipes do Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas ao hospital da cidade. No entanto, Maria não resistiu. O estado de saúde das duas vítimas não foi divulgado.

Continua após a publicidade

Segundo testemunhas, depois dos crimes, Santos saiu correndo em direção a um galpão de uma rua próxima. Policiais foram até o local e o encontraram com a faca cravada no próprio peito. Ele morreu ainda no imóvel.

O corpo de Maria de Fátima foi sepultado neste domingo (25).  A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso.

Ameaças

Ainda segundo a jovem esfaqueada, na última semana, Luiz dos Santos chegou a ameaçar a mãe dela de morte caso o relacionamento não fosse reatado. No entanto, Maria de Fátima não acreditava que o ex pudesse fazer alguma coisa contra ela, uma vez que a mulher o considerava uma pessoa “tranquila”.
 


Comments are closed.