Menos de uma semana após uma mulher ser assediada dentro de um ônibus e agredida com um soco no rosto ao tirar satisfação com o homem, mais um caso de assédio foi registrado dentro de um coletivo em Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (29). Um homem de 23 anos foi preso pela Guarda Municipal pós ser contido pelos passageiros, que se revoltaram e acabaram ferindo o suspeito. 

Conforme a corporação, os guardas foram acionados para atender a ocorrência de assédio no ônibus do Move, linha 82 Estação São Gabriel/Savassi – Direta). O suspeito teria passado a mão nas nádegas da vítima, uma mulher de 27 anos. “O suspeito e a vítima foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, da Polícia Civil (PC), onde a ocorrência está sendo registrada”, diz a nota divulgada pela Guarda Municipal. 

O TEMPO conversou com a vítima, que relatou que o assédio aconteceu por volta das 7h40, quando o coletivo ainda estava na altura da avenida Cristiano Machado. “Ele estava do meu lado e eu senti uma coisa esbarrando, mas pensei que era uma mochila. Até que ele levou a mão com mais força na minha bunda, e aí eu percebi que ele estava me assediando. Na hora eu virei e falei: ‘o que você está fazendo? Está passando a mão em mim?’, e ele disse que não, mas pediu desculpas. Aí eu indaguei o porquê dele pedir desculpas se não fez nada”, lembra a mulher. 

Continua após a publicidade

Foi então que uma senhora que estava no ônibus afirmou que viu tudo e teria pensado que o homem era namorado da vítima, pela forma como ele estava passando a mão nela. “Quando o ônibus tava na altura do Parque Municipal, no centro, ele tentou descer, mas os passageiros não deixaram e o seguraram. Ele começou a se debater e acabou se ferindo. Para os guardas, ele alegou que só esbarrou, sem querer”, disse a vítima. 

A mulher e testemunhas que presenciaram o assédio foram levadas para a delegacia. “Foi a primeira vez que aconteceu comigo. É uma coisa muito chata, porque é um assédio e isso não pode acontecer”, finalizou a mulher. 

 

Quarto caso em 2017

Este não é o primeiro caso de assédio contra mulheres em ônibus registrado em Belo Horizonte. Na última sexta-feira (24), uma jovem de 23 anos foi agredida com um soco no rosto ao tirar satisfação com o suspeito, que passou a mão em sua perna no ônibus do Move da linha 50 (Estação Pampulha – Centro), na avenida Antônio Carlos, na Pampulha. O suspeito, de 38 anos, foi preso. 

Em setembro um homem de 40 anos foi preso suspeito de abusar de uma mulher de 37 anos no centro. De acordo com a Polícia Militar, o caso ocorreu em um ônibus da linha 400C (Terminal São Gabriel/BH-Direta) na rua Rio de Janeiro e o homem teria passado a mão nos seios da vítima.

A mulher contou que estava sentada na janela e o suspeito ao lado dela. Ela dormiu e, quando acordou, percebeu que o homem estava passando a mão em seus seios. Ela disse ainda que na hora deu várias cotoveladas no homem e gritou que tinha um tarado no ônibus. O suspeito negou o crime, dizendo que estava abraçado com sua mochila e que, eventualmente, pode ter encostado na mulher.

Já no fim de outubro deste ano, um comerciante de 46 anos foi detido pela Guarda Civil Municipal após passar a mão nas partes íntimas de uma mulher de 22 anos, dentro de um ônibus do Move, no centro de Belo Horizonte.

De acordo com as informações da corporação, os envolvidos estavam no coletivo da linha 83D (Estação São Gabriel, / Centro) quando o comerciante passou a mão na genitália da mulher por duas vezes.


Comments are closed.