Na semana da final da Copa Libertadores deste ano, a ESPN agitou os bastidores do futebol ao revelar que o Grêmio estava usando um drone para espionar todos os seus adversários em 2017, filmar treinos secretos e desvendar as estratégias dos times. Às vésperas do jogo entre Atlético e Grêmio, no Independência, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, um veículo aéreo não tripulado sobrevoou a Cidade do Galo.

Estaria o espião gremista buscando informações do Galo para o jogo de domingo? A intenção era filmar as jogadas ensaiadas e o posicionamento tático do alvinegro? A presença do drone chamou atenção de todos no CT.

Mas pouco depois veio a explicação. O equipamento era de uma emissora de TV, que registrou uma matéria especial com o lateral-direito Marcos Rocha. O drone então não se tratou do utilizado pelo Grêmio e nem filmou todo o trabalho tático feito por Oswaldo de Oliveira.

Continua após a publicidade

No entanto, muitos internautas aproveitaram a imagem do drone para brincar sobre uma possível espionagem do time comandado por Renato Gaúcho.

Por conta do título da Copa Libertadores, o Grêmio deve mandar a Belo Horizonte uma equipe reserva para encarar o Galo.