Valdívia pede para ficar no Atlético, mas multa ‘impagável’ é problema

Contratado em maio de 2017 pelo Atlético, após uma longa e concorrida disputa entre grandes clubes do Brasil, o meia-atacante Valdívia acredita que ainda está longe de exibir o seu melhor futebol. Por isso, o atleta, que tem contrato com o Galo até maio, quer para ficar em 2018 e dar muitas alegrias ao clube e aos torcedores. No entanto, a permanência do jogador é praticamente impossível pelos valores envolvidos.

Contratado por empréstimo, no valor de R$ 1,5 milhão, o Internacional fixou os direitos do atleta em 15 milhões de euros (cerca de R$ 54,5 milhões). A quantia está completamente fora da realidade do alvinegro e dos outros clubes brasileiros. O Atlético, inclusive, já informou que terá um orçamento mais enxuto em 2017 e apenas R$ 10 milhões para investir em contratações.

A intenção da direção colorada era fazer com que Valdívia fosse vendido para fora do Brasil, caso tivesse bom rendimento no Atlético. Porém, o atleta não viveu grande fase, algo que pode resultar em uma opção colorada em abaixar a multa contratual de Valdívia.

Como o técnico Oswaldo de Oliveira gosta muito do atleta e ele tem papel importante em seu esquema tático, o Galo tentará, junto ao Inter, prorrogar o empréstimo do jogador. De volta a Série A, pode ser que os gaúchos o utilize como um dos reforços para a temporada.

Valdívia afirma que deseja permanecer e lembra o fato de o Galo ter apostado em seu futebol quando ele estava em baixa. “Quero mostrar mais no Galo. Foi o clube que confiou em mim e me contratou. O meu contrato vai até maio, mas se depender de mim, pode de estender até o fim do ano. Vamos esperar para ver o que vai acontecer. Estou muito feliz aqui”, afirma.

O jogador espera recuperar no alvinegro o grande futebol que ele apresentou em seu melhor momento na carreira. “Eu posso jogar mais. Às vezes, as coisas não acontecem como a gente quer. Não posso dizer dever cumprido, pois estou acostumado a fazer grandes partidas e a marcar gols. Espero que o ano que vem, seja o meu ano aqui no Atlético”, finaliza o meia. 

 

Ministério da Cultura anuncia mudanças na Lei Rouanet

Homem dá mata-leão e estupra mulher em BH