O momento político do Cruzeiro segue conturbado. Porém, a eleição dos membros do conselho deliberativo do clube vai acontecer no sábado. Nesta sexta-feira, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) revogou a liminar que suspendia o pleito no clube.

O efeito suspensivo deferido pelo desembargador Luis Artur Hilário, do TJMG, determinou que a eleição seja realizada, com a participação dos candidatos regularmente inscritos nos termos do edital, conforme desejava o presidente do conselho deliberativo João Carlos Gontijo.

João Carlos Gontijo formalizou um agravo na décima Vara Cível de Belo Horizonte para conseguir confirmar o pleito no final de semana. A tentativa foi confirmada nesta sexta-feira.

Continua após a publicidade

O pedido feito pela oposição é para que a Justiça determine o efeito suspenso que casse a liminar alcançada por Gilvan de Pinho Tavares e assim a eleição seja confirmada para o sábado.

Alegando várias irregularidades, até mesmo a falsificação de 190 assinaturas, a chapa “Pelo Cruzeiro Tudo, Do Cruzeiro Nada” entrou na Justiça pedindo o cancelamento da eleição, o que foi alcançado nesta quinta-feira, mas anulado horas depois.