A festa pelo título da Copa Libertadores de 2017 é do Grêmio, mas os atleticanos também vibraram com a conquista. O feito alcançado pelo clube gaúcho aumentou as chances de o Atlético conquistar uma das vagas para o torneio continental do ano que vem. O Campeonato Brasileiro se transformou em G-8. Se antes os mineiros tinham que torcer por uma combinação improvável e contra três equipes, agora o alvinegro só precisa vencer o tricolor gaúcho na última rodada e contar com o tropeço de dois times.

Na décima posição com 51 pontos, o Galo tem que somar os três pontos e ficar de olho nos resultados do 6º Flamengo (53 pontos), do 7º Vasco (53 pontos), do 8º Botafogo (52 pontos) e da 9º Chapecoense (51 pontos). Como se trata da última rodada, todas as partidas serão realizadas no mesmo horário. Portanto, o foco precisa estar no embate do Independência e só depois, segundo o zagueiro e capitão Leonardo Silva, procurar informações sobre o restante da rodada.

“Estamos trabalhando forte nesta semana, bem equilibrados, para estarmos prontos para fazer a nossa parte, no domingo, e aguardar as possibilidades, esperando a classificação. O título do Grêmio fez aumentar uma vaga para a Libertadores. Mas temos que focar no nosso trabalho. É vencer e ver o que pode acontecer após o fim da rodada, para depois não termos arrependimento por não vencermos o nosso jogo”, declara.

Continua após a publicidade

O atacante Luan não acredita que o título gremista do torneio continental e a equipe reserva que virá a Belo Horizonte facilitem as coisas para o alvinegro. “O Grêmio vai chegar feliz, sem responsabilidade, foram campeões. Mas é um time de muita qualidade. Não sei se eles vêm com o time titular. Eles têm reservas de qualidade. Temos que vencer independentemente de quem vier. Vamos jogar em casa e vamos dar a vida pela vitória”, afirma o atacante.

O meia-atacante Valdívia afirma que os jogadores darão a vida em campo, já que a presença na Copa Libertadores de 2018 é determinante para o planejamento do clube. “É a última semana da temporada e a semana mais importante para nós. Temos uma “final” pela frente. É muito melhor você começar o ano (de 2018) com foco na Libertadores. Por isso, é encarar a partida contra o Grêmio como o jogo da vida, fazer o nosso papel e torcer pelos resultados dos nossos adversários”, conclui o jogador.