Vai ter que ser no empurrão do torcedor que o Minas tentará quebrar duas incômodas séries nesta sexta-feira (1) em Belo Horizonte pela Superliga. A partir das 18h30, na Arena JK, o Camponesa-Minas recebe o Hinode-Barueri pelo torneio feminino, enquanto às 20h30, pela competição masculina, o Minas recebe o Copel Telecom-Maringá, no mesmo ginásio.

A ideia dos técnicos Nery Tambeiro e Stefano Lavarini é aproveitar este momento único para fazer os seus times voltarem a sorrir, e dar uma resposta ao torcedor pelos momentos de instabilidade. Enquanto o time masculino acumula três derrotas seguidas – para Sesc, Sada e Taubaté – o feminino não vence em casa pelo torneio nacional há oito meses. A última vitória foi sobre Bauru, nas quartas de final da Superliga passada, no dia 18 de março.

A expectativa fica pelo reencontro com a ponteira Jaqueline, que defendeu o Minas na temporada passada e com o técnico José Roberto Guimarães. Entre os homens, espera-se vitória fácil contra os lanternas.

Continua após a publicidade

O ingresso único para os jogos custa R$ 20. A partida das mulheres será transmitida pelo SporTV.