Foram muitos os desafios fora de casa, uma sequência pesada de jogos que teve de ser adiantada para sair com mais tranquilidade para a disputa do Mundial de Clubes. Mas o Sada Cruzeiro fez a sua parte e vira a página do turno da Superliga Masculina com autoridade. Foi apenas uma derrota, no tie-break, nos onze jogos da primeira parte do torneio. A última vítima foi o Vôlei Renata, batido neste sábado (2) por 3 sets a 0 (parciais de 25/20, 25/19 e 29/27), no ginásio Amadeu Teixeira, em Manaus (AM). O troféu Viva Vôlei ficou com o levantador Uriarte.

Aliás, o torcedor teve que ter paciência para saber como foi o performance do Sada ontem. Por um erro de comunicação da CBV, o horário divulgado da partida estava fora do que realmente aconteceu. Na tabela, o confronto estava marcado para às 19h de Brasília, mas aconteceu às 19h de Manaus – 21h no horário da capital federal –. As duas horas de diferença foram suficientes para o torcedor encher as redes sociais de questionamentos sobre o horário do jogo, que não teve transmissão pela TV.

Mas nem a viagem longa ou a confusão com o horário tiveram espaço na quadra. Isso porque os comandados de Marcelo Mendez se impuseram e tiveram dificuldade só em parte do terceiro set, quando o Renata impôs um bloqueio forte marcando as jogadas de ponta celeste. De resto, a torcida manauara vibrou vendo o Sada se impor com facilidade.

Continua após a publicidade

Agora, o time se prepara para a viagem para a Polônia. A estreia no Mundial de Clubes será no próximo dia 12, contra o Lube Civitanova, às 17h30 (horário de Brasília), em Opole.


Comments are closed.