O trecho da BR-116 conhecido como Serra de Muriaé ou Serra do Belvedere, que liga os Estados do Rio de Janeiro e da Bahia, deve continuar com o tráfego completamente interditado até a próxima terça-feira (5). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Leopoldina, que está no local neste momento,  como o tempo permanece instável na região, com muita chuva, há risco de novos deslizamentos de pedras na pista. O barrando cedeu no KM 714, na manhã do último sábado (2), e a terra tomou a pista. Na ocasião, não houve registro de pessoas feridas.

“Se continuar nesta situação, o início da liberação da pista deve acontecer somente a partir de terça (5)”, salientou o inspetor Américo Cabral, da PRF de Leopoldina. Equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), do Corpo de Bombeiros e da PRF estão no local para averiguar a situação.

Desvio

Continua após a publicidade

Por causa do deslizamento, um desvio teve que ser montado. Quem trafega de Teófilo Otoni a Rio de Janeiro e São Paulo, ao chegar próximo ao KM 705 da BR-116, tem que pegar o bairro Dornelas, em Muriaé, para cidade de Miraí, seguindo sentido Cataguases, onde vai retornar em Leopoldina, para pegar a rodovia 116 novamente.

“Quem segue sentido contrário deve fazer o mesmo caminho. lembrando que, desde sábado, a pista foi toda sinalizada para informar os motoristas sobre o desvio”, explicou o inspetor.

Confira a previsão do tempo para Minas Gerais, clicando aqui


Comments are closed.