Marcelo Álvaro Antônio, Laura Medioli e Janaína Dias durante evento na Câmara Municipal

Defensores da causa animal e membros do poder público se reuniram nesse sábado (2) no Encontro de Parlamentares e Ativistas da Causa Animal (Epaca), realizado pela primeira vez na capital mineira. O evento discutiu, na Câmara Municipal, a situação dos animais em Minas Gerais e foi mediado pelo deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PR-MG).

Dentre os principais temas discutidos, estava a elaboração de projetos de lei com previsão de medidas mais severas para elevar o valor das multas para quem abandonar ou maltratar animais na rua e prever inclusive prisão para infratores. Outro assunto em pauta foi a necessidade de aumentar a mobilização de população e poder público para alcançar melhores resultados em defesa dos animais.
Laura Medioli, a presidente da Sempre Editora – empresa que edita O TEMPO, entre outras publicações –, compôs a mesa do evento e foi homenageada pela atuação na causa e pelas mudanças implementadas como primeira-dama na cidade de Betim, na região metropolitana. “O cachorro e o gato têm necessidades que devem ser atendidas pela sociedade e, principalmente, pelo poder público, já que não respondem por si mesmos”, afirmou. Laura é autora do livro “Só de Bicho: Crônicas Divertidas para Quem Ama os Animais”, cuja renda é revertida para a defesa dos animais.

Mediador do evento, o deputado Marcelo Álvaro Antônio (PR-MG) afirmou que é preciso mobilização também na política. “Vamos continuar a nossa luta”, concluiu o parlamentar.

Continua após a publicidade

Abandono. Segundo o censo animal realizado no ano passado pela Prefeitura de Belo Horizonte, há pelo menos 266 mil cães e 78 mil gatos vivendo nas ruas da capital.

Condições de exposição são criticadas

O encontro também discutiu o comércio de animais dentro do Mercado Central, no centro da capital. Ativistas e parlamentares falaram sobre os maus-tratos a que espécies são expostas no local.

“Sabemos o que acontece lá dentro, e é por isso que deve haver uma fiscalização mais presente e eficaz para não permitir qualquer tipo de abuso”, afirmou o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio. Procurada no fim da noite, a assessoria do mercado não foi localizada.


Comments are closed.