Fortes chuvas atingem cidades do interior de Minas, provocando alagamentos, deslizamentos de terra e outros problemas. A Defesa Civil de Minas Gerais informou que está fazendo um levantamento dos dados entre as prefeituras e deve emitir um boletim sobre a situação ainda nesta segunda-feira.

Em Santa Cruz do Escalvado, na Zona da Mata, a chuva deixou parte da cidade submersa. O secretário da frota de veículos da cidade, Adão Lana, contou que não foi registrada nenhuma vítima até o momento, mas que o volume de água é maior que os das enchentes de 2002 e 2004, quando a cidade enfrentou problemas semelhantes. “Pedimos que as pessoas, empresas e prefeituras das cidade vizinhas nos ajude, pois a situação daqui é muito crítica”, avaliou.

De acordo com Adão, a forte chuva deixou o município em uma situação grave. “Infelizmente a parte mais baixa da cidade foi coberta pelas águas. Até a parte de baixo do prédio da prefeitura ficou tomada”, descreveu.

Continua após a publicidade

Ainda na Zona da Mata, em Muriaé, a BR-116 está interditada devido a uma queda de barreira, com pedras espalhadas sobre a pista. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a interdição é total e não tem previsão de liberação. No sentido de Leopoldina para Muriaé o desvio é feito na estrada que vai para Cataguases. O trajeto não suporta a passagem de veículos de carga. O trecho está sobre a tutela do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e equipes da entidade no local recebem o apoio do  Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal e da prefeitura.

A Defesa Civil da cidade informou que a chuva deve perder intensidade, de acordo com a previsão do tempo para a região. Foram registradas quatro ocorrências leves, com quedas de talude e muros, sem registro de vítimas.

O acumulado de chuva nas últimas 72 horas deixa o município em estado de atenção, com mais de 60 milímetros de chuva registrados. Apesar disso o rio Muriaé está pouco acima do seu nível habitual e sem alerta de alagamento.

Laginha, São José do Mantimento e Rio Casca também enfrentam problemas de alagamento.

Em breve mais informações.

 


Comments are closed.