O status de Jerusalém é “uma linha vermelha” para os muçulmanos, alertou nesta terça-feira o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a seu colega americano Donald Trump, que estuda a possibilidade de reconhecer a cidade sagrada como capital de Israel.

“Senhor Trump! Jerusalém é uma linha vermelha para os muçulmanos”, declarou Erdogan em um discurso exibido na televisão, durante o qual ameaçou romper as relações diplomáticas com Israel se o governo americano transferir a representação diplomática para esta cidade. 


Comments are closed.