O cabo da Polícia Militar Lucas Reis Rosa, de 27 anos, do pelotão de Pompéu, na região Central de Minas, morreu na manhã desta sexta-feira (8). Ele foi baleado nas costas e na virilha por criminosos que invadiram a cidade na última terça-feira (5) para a explosão de uma agência bancária.

De acordo com a corporação, ele teve reações inflamatórias pós-cirúrgicas graves e não resistiu. O coronel Helbert Carvalhaes, comandante da 7ª Região de Polícia Militar, informou que a corporação está em contato com a família para as tratativas sobre o enterro, de forma que ele receba as devidas homenagens.

O cabo Osias Alves de Barros, de 33 anos, e um morador da cidade, Alisson dos Reis Pinheiro, de 22, também morreram no confronto. 

Continua após a publicidade

Leia nota enviada pela PM:

Com pesar comunicamos o falecimento, neste momento, do nosso companheiro Cabo PM Lucas Reis Rosa, da 7 RPM.
Teve reações inflamatórias graves, pós cirúrgicas, ao trauma.
Rogamos a Deus que abençoe, proteja e ilumine a todos os familiares, proporcionando serenidade neste momento.
Maiores informações serão posteriormente repassadas.
Márcio Flávio de Moura Linhares, Cel PM
Diretor de Saúde

Relembre o crime 

O crime ocorreu na última terça-feira (5). Um policial militar morreu na hora e um morador da cidade que passava pelo local também foi atingido durante a troca de tiros e não resistiu. Os suspeitos explodiram uma agência bancária da cidade.

As informações da corporação indicam que cerca de 12 suspeitos invadiram Pompéu em quatro veículos. Parte deles foi para o quartel da PM e tentou trancar as grades da unidade policial com uma corrente. Em seguida, eles efetuaram disparos de fuzil e espingardas calibre 12 contra a edificação, com o objetivo de amedrontar os militares que estavam no local, que revidaram.

Enquanto isso, a outra parte da quadrilha explodia a agência do Banco do Brasil. Neste momento, uma viatura que fazia patrulhamento chegou ao local, e houve um intenso tiroteio.


Comments are closed.