Mais de 20 famílias que moram às margens da avenida Dilson de Oliveira, no bairro Alvorada, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, fecharam as duas entradas da via, na manhã deste sábado (9), depois que o córrego que passa pela avenida transbordou e invadiu as casas que ficam no local, no início da madrugada deste sábado. Não há registro de vítimas, mas os moradores contam que perderam tudo. O nível da água chegou a subir um metro e meio. A Polícia Militar está no local para garantir a segurança dos moradores.

“No ano passado, durante as chuvas, a água também invadiu as casas, destruindo móveis e eletrodomésticos. Na época, não fizeram nada para nos ajudar. Não podemos correr o risco de alguma morte acontecer aqui, para as autoridades tomarem alguma providência. Por isso, resolvemos fechar a avenida. Precisamos que alguém olhe por nós”, desabafou Graciane Moreira, moradora na avenida há 31 anos.

Revoltado, Wander Angelo, que mora em um imóvel na via com a esposa e os dois filhos há 17 anos, disse que levou um susto quando a água começou a invadir as casas. “Os moradores começaram a gritar pedindo socorro. Aqui em casa, nós subimos em cima muro da minha residência para fugir da chuva. Se tivéssemos ficado dentro de casa, a gente corria o risco de ser levado pela água. Muitas famílias perderam tudo. Teve algumas casas que o muro caiu e uma mulher teve que subir em cima do carro, com as duas filhas, para se salvar”, contou.


Comments are closed.