As fortes chuvas que atingem Minas desde o início de dezembro devem continuar nos próximos dias, segundo o TempoClima PUC Minas e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). A previsão é que a capital e a região metropolitana, além de cidades da Zona da Mata – locais mais afetados pelos últimos temporais –, tenham dias chuvosos até pelo menos a próxima quarta-feira, o que foi confirmado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Na sexta-feira (8), o governo federal, que já havia reconhecido a situação de emergência de Ribeirão das Neves, na região metropolitana, afirmou que mais 14 cidades precisam de ajuda.

Segundo a Defesa Civil estadual, até o momento, 38.892 pessoas foram afetadas pelas chuvas em Minas. Ao todo, cerca de 3.000 estão desalojadas, e quase mil, desabrigadas. Os danos materiais já chegam a cerca de R$ 6, 3 milhões.

Continua após a publicidade

Apenas na Zona da Mata, 200 casas foram afetadas, e mais de 1.800 pessoas, atingidas. Os números, contudo, podem aumentar, uma vez que nem todos os municípios conseguiram contabilizar os estragos.

De acordo com a Defesa Civil, as áreas de instabilidade estão em praticamente todo o Estado. O órgão voltou a afirmar que o Estado tem batido recordes históricos em relação às chuvas e que os mineiros precisam estar atentos às orientações das autoridades sobre os riscos de alagamento e desabamento, que são iminentes.

Desaparecidos. Desde o início do período chuvoso, cinco pessoas chegaram a ficar desaparecidas, segundo os bombeiros, sendo três em Urucânia, na Zona da Mata, e uma em Vespasiano, na região metropolitana. Os corpos de dois dos três desaparecidos em Urucânia foram encontrados na divisa com a cidade vizinha, Rio Casca. Entre os desaparecidos está um homem conhecido como “Paco”, que sumiu próximo à região da usina de açúcar Jatiboca, em Rio Casca, onde estaria trabalhando.

Os bombeiros também procuram um homem que sumiu em Vespasiano. Ele foi levado por uma enchente quando tentava salvar uma outra vítima. Até o início da noite de sexta, havia sete mortes registradas em Minas por causa da chuva.


Comments are closed.