O ex-procurador do Estado de São Paulo José Ornelas de Melo, de 74, suspeito de estuprar a filha dos ex-caseiros, uma menina de apenas 6 anos, em Florestal, na região Central do Estado, deixou a prisão. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (11) pela Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap).

Segundo a assessoria de imprensa da pasta, o alvará de soltura foi concedido no dia 29 de novembro, uma semana após o homem ser preso no bairro Prado, região Oeste de Belo Horizonte.

A menina teria sido estuprada no dia 15 de outubro durante uma confraternização na fazendo do homem. Ela foi encaminhada ao hospitais com lesões no ânus e na vagina.

Continua após a publicidade

Na tarde desta segunda, a reportagem de O Tempo esteve no imóvel em que funcionava o escritório de Ornelas, mas ele estava fechado. Segundo vizinhos, o advogado não estaria mais atendendo no endereço.

Procurado pelo celular, uma mulher atendeu e pediu para ligar mais tarde para que pudesse passar o número de contato da defesa do suspeito.


Comments are closed.