Um homem de 57 anos foi preso suspeito de matar duas mulheres a facadas, no bairro Tirol, na região do Barreiro, na tarde desta segunda-feira (11). As vítimas seriam mãe e filha. Ele ainda teria ferido a companheira dele, mãe e avó das mulheres que morreram.

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 14h. O suspeito faz uso de remédios controlados para transtornos psiquiátricos. Ele teria ido ao hospital neste domingo (10) e se recusado a comprar os remédios receitados, acordando já alterado na manhã desta segunda.

A companheira dele, de 82 anos, teria pedido ajuda do filho, da filha e da neta, que moram na casa ao lado, para tentar convencer o homem a tomar os medicamentos. Ele teria ficado nervoso e começado a discutir com os familiares, até que pegou uma faca na cozinha para agredi-los.

Continua após a publicidade

A companheira dele foi atingida primeiro e socorrida pelo filho, que a levou para a casa dele. A filha dela, Maria José Pinto, de 59 anos, e a neta, Carmelita Maria Grando, de 35 anos, foram esfaqueadas e morreram na hora. “Ele ia matar todo mundo, foi Deus que deixou eu e minha mãe sairmos de lá. Ele estava muito transtornado”, disse o comerciante Célio Antônio Pinto, de 53 anos, filho que socorreu a idosa.

A PM foi acionada e precisou usar a força para prender o suspeito. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes (Ceflan) 3, no Barreiro. A idosa segue internada no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.


Comments are closed.