Homem sente fortes dores por conta de cateter que não foi retirado de seus rins

Elias Meris de Souza, de 32 anos, está internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), aguardando uma cirurgia para a retirada de um cateter, que foi colocado em seu corpo para fazer a retirada de pedras nos rins.

No entanto, o objeto deveria ter sido retirado seis meses após ter sido colocado, mas ele permanece no corpo de Elias 11 meses depois. O cateter está causando uma necrose, o que faz Elias sentir fortes dores.

A esposa de Elias, Sinthia Lorraine, disse que as dores do marido só melhoram após o uso de morfina e que ele pode perder um dos rins se nada for feito logo. Ela também reclamou da postura do HC, que alegou não ter equipamentos cirúrgicos suficientes para realizar o procedimento.

Nota do HC-UFU

“O Hospital de Clínicas da UFU já está ciente do caso e está apurando a situação.”

Confira mais informações no vídeo abaixo, na reportagem de Léo Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lisinac brilha e Belchatow vence o Shangai sem nenhum dificuldade

Mineirinho ganhará mercado com 150 lojas