A partir desta terça-feira (12) o Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, mais conhecido como Hospital do Barreiro, estará com todos os seus 460 leitos em pleno funcionamento, mas não ativados, ou seja, aptos para receber pacientes. Do total, 437 estão ativados. A entrega de 100% do hospital no aniversário de 120 anos Belo Horizonte, comemorado nesta terça, foi uma promessa do prefeito Alexandre Kalil (PHS).

Os 23 leitos restantes já estão com estrutura montada e já existem equipes para operá-los. A ativação deve acontecer até o fim deste mês, de acordo com a diretoria do hospital.

Com o funcionamento pleno, a capacidade de atendimento mensal do hospital é de 2.000 internações, além de 3.400 consultas de pré e pós-operatório e 20 mil exames.

Continua após a publicidade

Para o funcionamento 100% do hospital, o aporte de recursos é de R$ 21,8 milhões. No mês de novembro, o gasto do hospital foi de R$ 14, 47 milhões. Desse valor, cerca de R$ 12 milhões foram repassados pela prefeitura e o restante pelo Ministério do Saúde. O governo do Estado havia se comprometido a arcar com 25% das despesas do hospital, mas ainda não fez nenhum repasse.

Histórico. A construção e a ativação do Hospital do Barreiro foram uma novela contada em vários capítulos. As obras para a construção da unidade começaram em 2010, com promessa de conclusão em 2012. A inauguração, porém, só aconteceu em 2015 e com apenas 47 leitos – pouco mais de 10% – funcionando.

A ativação dos leitos foi sendo feita gradativamente. Em agosto deste ano, 99 leitos passaram a funcionar, dobrando a capacidade de então. Na época, Kalil disse que a meta era que a unidade estivesse em pleno funcionamento até março de 2018, data que foi antecipada posteriormente para coincidir com o aniversário da cidade. No fim de novembro já eram 290 ativados.


Comments are closed.