Ao menos quatro macacos foram encontrados mortos no município de Santos Dumont, na Zona da Mata mineira. A suspeita é a de que os animais morreram com febre amarela.

O município encaminhou os corpos dos macacos para análise em Belo Horizonte e aguardam resposta da FUNED (Fundação Ezequiel Dias).  

De acordo com informação da prefeitura, “foram encontrados quatro macacos com os sintomas de febre amarela em diferentes regiões da cidade, sendo um macaco no distrito de Samambaia, dois na mata da Dow Corning, no centro, e outro no bairro Graminha”. 

Continua após a publicidade

Campanha 

Enquanto os resultados não são divulgados, a Prefeitura de Santos Dumont tenta vacinar os populares da cidade. “A Secretaria Municipal de Saúde iniciou a campanha de prevenção contra a febre amarela em janeiro deste ano. Diante das suspeitas, a vacinação está sendo intensificada em todo o município”, diz comunicado. 

A secretária de Saúde de Santos Dumont, Joyce Schubert, afirmou que 90% da população foi vacinada. “Abrimos postos para vacinação no final de semana e vamos analisar se reabriremos neste  final de semana. Felizmente 90% da população já foi vacinada”, afirma. 

Joyce disse ainda que o município trabalha com a hipótese de morte por febre amarela dos macacos e, por isso, intensificou as vacinações, principalmente na zona rural. Ainda de acordo com ela, não há falta de vacinas no município.  

Oito equipes de saúde visitam casas na zona rural para aplicar vacinação nos moradores. Para os moradores da zona urbana, os postos de saúde e a Central de Vacinação (próximo ao Samu) estão abertos de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

A Secretaria de Saúde informou que pessoas entre 9 meses e 60 anos devem se vacinar, caso não tenham se vacinado ainda.

Acima de 60 anos, a pessoa deve procurar um posto de saúde, consultar médico que irá decidir pelo histórico e acompanhamento médico se o paciente poderá ser vacinada. 


Comments are closed.