O que deveria ser um simples serviço de recuperação da sinalização horizontal em uma rua de Divinópolis, na região Centro-Oeste do Estado, virou motivo de revolta entre os moradores da cidade. Na rua Pratápolis, no bairro Bom Pastor, a pintura de uma faixa dupla contínua – que divide a via em dois fluxos opostos e não permite ultrapassagens – foi feita sobre um buraco que se formou no meio do caminho. Até a noite desta quarta-feira (13), segundo moradores, a abertura ainda não havia sido tapada pela prefeitura.

“Quando achamos que não dá para piorar mais, eles se superam. É pra rir ou chorar? Buraco é pra tapar prefeito, não sinalizar”, comentou no Facebook uma das moradoras de Divinópolis, que compartilhou diversas fotos do buraco nas redes sociais.

Em nota, a prefeitura de Divinópolis atribuiu o erro à empresa responsável pelo serviço e disse que “está cobrando uma explicação pública para tal procedimento”. O comunicado afirma ainda que a “pintura é uma afronta ao que vem sendo realizado pela administração municipal na contenção de gastos”.

Continua após a publicidade

A “Empresar”, companhia citada pela prefeitura na nota, não foi encontrada para se posicionar sobre o caso. Segundo a prefeitura, a empresa foi notificada neste mês para que suspendesse o trabalho de pintura nas vias da cidade até que fosse concluída a obra de um aterro – previsto no mesmo contrato.

“A prefeitura também reafirma que, diante da suspensão anterior do contrato, o procedimento não será contabilizado nos custos da obra”, encerra, na nota, a administração municipal.

De acordo com moradores do bairro Bom Pastor, a rua Pratápolis é utilizada, inclusive, para aulas práticas de direção e exames para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).


Comments are closed.