Belo Horizonte completou 120 anos e ao longo de sua história, a cidade, projetada por Aarão Reis no final do século XIX, acabou se transformando em uma metrópole e hoje possui mais de 11,3 mil ruas e quase 300 avenidas. Mas você sabe quais são as maiores? E as menores?

Segundo levantamento da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), a avenida Otacílio Negrão de Lima, na orla da lagoa da Pampulha, é a maior da cidade. São 18,63 Km que cercam um dos principais cartões postais do município. 

Em segundo lugar na lista, aparece a avenida Tereza Cristina, com 12,28 km de extensão, sendo 10,52 km no primeiro trecho, que começa no bairro Prado, na região Oeste, e 1,75km no segundo, na região do Barreiro. Esses dados são referentes aos trechos que estão no território de Belo Horizonte. Vale lembrar que a Tereza Cristina passa também por parte de Contagem, na região metropolitana. Ao todo, a avenida passa por 21 bairros de BH.

Continua após a publicidade

O terceiro lugar ficou com aquela que deveria ser o limite da capital, de acordo com o projeto de cidade planejada. A avenida do Contorno tem 11,86 km e é, até hoje, um dos mais importantes corredores do município. 

Completam o “Top 10” as seguintes avenidas: Cristiano Machado (11,77 km); Amazonas (8,97 km); dos Andradas (7,77 km); Presidente Antônio Carlos (7,71 km); Presidente Juscelino Kubitscheck (popularmente conhecida como Via Expressa), com 7,11 km; Carlos Luz (6,38 km); e Vilarinho, na região de Venda Nova, com 5,85 km.

Ruas

Em relação às ruas da cidade, os dados cadastrados no sistema da prefeitura apontam para um ranking curioso. A maior delas sequer é conhecida por boa parte da população. A rua Padre Argemiro Moreira, na região Nordeste de BH, tem 10,68 km de extensão e passa por treze bairros. 

Na sequência, aparecem as ruas Padre Pedro Pinto, na região de Venda Nova, com 5,82 km; a Pitangui, com 4,58 km e a Jacuí, com 4,36 km. Fechando a lista das cinco primeiras aparece a Doutor Cristiano Rezende, na região Oeste, com 4,16 km. Ainda na lista das dez maiores ruas, duas estão entre as mais “famosas” de BH: a dos Timbiras aparece na oitava colocação, com 3,65 km, e a Gonçalves Dias em nono, com 3,59 km. As duas estão na região Centro-sul da capital.  

Menores

O levantamento apontou também quais são as menores ruas e avenidas da cidade. Você sabia, por exemplo, que a cidade tem seis avenidas com menos de 100 metros e que a menor delas tem apenas 54,07 metros? 

A Pintor Piero La Francesca, no bairro Lajedo, região Norte de BH, ganhou o título de menor avenida de BH. O segundo lugar ficou com a João Batista Drumond, na região da Pampulha, com 67,04 m. A avenida Sanitária, no Araguaia, região do Barreiro, tem 68,17 m e está em terceiro. Fecham a lista de avenidas com menos de cem metros a Jacarandá, no Conjunto Taquaril (79,80 m); a I, no Solar do Barreiro, com 83,74 m e Baroneza de Santa Luzia, no Heliópolis, com 90,77 m.

No ranking das menores ruas, o “Top 10” conta com vias com menos de 20 metros de extensão. A rua São Pedro, no bairro São Tomáz, tem apenas 8,97 metros e é a menor da capital. A Glauber Rocha e a Guimarães Rosa, ambas no Nossa Senhora de Fátima (região Centro-Sul) tem 11,22 m e 11,53 m e aparecem em segundo e terceiro lugares, respectivamente; a Onofre Teixeira (Norte) e a rua H (Tirol) possuem 11,59 m; a Doutor Afonso Neves, no Itapoã, região da Pampulha, tem 13,57 m; a rua Santos, no bairro Leonina,  14,41 m; a Morro Alto e a Jonas Veiga, no conjunto Taquaril, têm 15,06 e 15,92; e a rua União, no Distrito Industrial do Jatobá,  no Barreiro, fecha a lista com 16,3 m.


Comments are closed.