Com duas derrotas e sem pontuar na competição, Shangai Volleyball Club-CHI e Bolívar-ARG entraram em quadra na tarde desta quinta-feira (14) para conseguir pelo menos um ponto de honra no Grupo B do Mundial de Clubes. E os dois conseguiram, apesar de apenas os chineses poderem comemorar a vitória. Em tarde memorável do ponteiro Facundo Conte, os orientais bateram os argentinos por 3 sets a 2 (parciais de 22/25, 25/20, 23/25, 25/18 e 15/13).

O ponteiro argentino, que atua no Shangai, foi o maior pontuador do duelo, com 20 pontos, seguido pelo búlgaro Penchev, do Bolívar, com 18 acertos. O brasileiro Theo Lopes, que joga no time sul-americano não fez uma apresentação ruim, mas teve o pior aproveitamento nos três jogos que disputou neste mundial. Foram 15 pontos, três deles em bloqueios.

Virada. Apesar da vitória chinesa, foi a postura do Bolivar em quadra que definiu o duelo. O time argentino começou errando pouco e bloqueando com efetividade, o que garantiu a tranquila vitória no primeiro set por 25 a 22. O Shangai até empatou com um 25 a 20 na segunda etapa, quando os sulamericanos ficaram nervosos, mas no terceiro set, Theo virou as bolas mais importantes para definir a vantagem do Bolivar em 25 a 23.

Continua após a publicidade

Contudo, nos momentos mais decisivos da quarta etapa, o jogo argentino começou a perder o ritmo principalmente pelo número excessivo de erros nos ataques do Bolivar. Assim, o Shangai não só levou a partida para o tie-break como fechou o set decisivo em 15 a 13. No total, foram 56 erros do Bolivar contra 51 dos argentinos. Prova de que sobrou emoção, mas o jogo foi de baixo nível técnico.


Comments are closed.