Polícia Civil indicia mulher que assassinou grávida para roubar bebê

Aline Roberta Fagundes simulou estar grávida para sustentar o casamento e cometeu o crime

A Polícia Civil indiciou, nesta sexta-feira (15), a mulher que assassinou uma grávida e retirou o bebê da barriga da vítima no início deste mês, em Uberlândia. Segundo a corporação, Aline Roberta Fagundes, de 37 anos, presa em 5 de dezembro, dia do crime, não teve comparsas e atuou para conseguir o recém-nascido e, assim, manter um relacionamento com um ex-namorado.

Aline Roberta Fagundes chegou a confessar o homicídio a militares e justificou que cometeu o ato por amor ao ex-namorado. Ela irá responder por homicídio doloso, ocultação de cadáver e subtração de incapaz. Aline permanece presa em um presídio de Uberlândia.

A vítima, Gabrielle Barcelos Silva, de 18 anos, estava grávida de oito meses e era conhecida de Aline. Ela foi dopada e teve a criança retirada de seu corpo com um estilete. De acordo com a polícia, a mãe ainda estava viva no mento em que o bebê foi retirado de sua barriga.

O corpo de Gabrielle foi encontrado na casa da autora do crime. A bebê permanece internada no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. Segundo a entidade, a criança está em estado grave. O pai e o avô materno já se manifestaram com o interesse de manter guarda definitiva do bebê.

O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Conheça local de recuperação espiritual procurado por Naldo em Sabará

Tempo chuvoso retorna a BH na tarde deste sábado e para só após terça