Após iniciar a sessão com sinais mistos nesta segunda-feira, 18 – em queda no mercado à vista e alta no contrato futuro de janeiro -, o dólar alinha-se em baixa, sob influência do viés negativo do Dollar Index e em relação a algumas moedas emergentes e ligadas a commodities no exterior. Lá fora, pesa a expectativa de aprovação da reforma tributária dos Estados Unidos.

Os investidores globais também seguem precificando expectativas de gradualismo do Federal Reserve na política monetária. Nesta segunda, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de San Francisco, John Williams, que tem direito a voto nas decisões de política monetária em 2018, previu três elevações de juros em 2018 e duas em 2019 e outras duas em 2020.

No mercado local, há expectativas de continuidade de ingressos de recursos estrangeiros. Por isso, alguns agentes de câmbio podem se antecipar na venda, como já ocorreu na semana passada.

Continua após a publicidade

Às 9h46, o dólar à vista recuava 0,46%, aos R$ 3,2920. O dólar para janeiro de 2018 estava em R$ 3,2950, baixa de 0,09%. O Dollar Index recuava 0,23%. A moeda americana recuava ante o dólar australiano, o peso mexicano, o dólar neozelandês, o rublo russo, a lira turca e o rand sul africano.


Comments are closed.