Pastor é preso suspeito de abusar de dois adolescentes em ocupação

Dois homens foram presos suspeitos de abusar abusar sexualmente de dois menores na ocupação Dandara, no bairro Céu Azul, em Belo Horizonte, na tarde deste domingo (18). Um dos suspeitos é um pastor evangélico.

As vítimas são dois irmãos, uma menina de onze anos e um garoto de 16 anos. A mãe dos menores descobriu que a menina era abusada sexualmente pelo companheiro dela, de 42 anos, e o menino pelo pastor da Igreja Noiva de Cristo, de 51 anos.

Os crimes aconteciam há algum tempo, segundo a mãe, na Ocupação Dandara, onde vivem cinco mil pessoas em uma área ocupada no bairro Céu Azul, na região da Pampulha, em Belo Horizonte.

A adolescente de onze anos contou à PM que vinha sendo molestada pelo padrasto deste o início da relação dele com a sua mãe e que a mãe chegou a desconfiar do que vinha acontecendo, conversando com ela e pedindo ao companheiro para não se aproximar mais da filha.

Mas, segundo a vítima, sempre que a mãe saía para trabalhar, às 5h30 da manhã, ele ia para o quarto dela e passava as mãos nas partes íntimas dela e que e que, por diversas vezes, tentou beijá-la à força e manter relação sexual com a mesma. Ainda de acordo com a garota, o suspeito dava dinheiro para ela em troca do silêncio.

O garoto de 16 anos também relatou à polícia que sempre que a mãe saía para trabalhar o pastor ia para a casa dele e abusava do mesmo. Segundo o garoto, o pastor falava da igreja e de outros assuntos e depois molestava o mesmo.

O garoto conta que tentava fugir do pastor, mas ele insistia e oferecia dinheiro e balas para ele não contar nada a ninguém.

A mãe disse à polícia que não imaginava o que estava acontecendo. O companheiro dela preferiu não comentar a acusação, mas disse ter visto o pastor trocando carícias com o enteado. Ele e o pastor foram presos e levados para a Ceflan 4 – Central de Flagrantes do Barreiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Homem é impedido de embarcar pela porta traseira e esfaqueia motorista

Presidente do Peru diz que ganhou “algum dinheiro” com a Odebrecht