A China se prepara para lançar seu próprio contrato futuro de petróleo cotado em yuan, uma medida que deve mexer com o mercado global da commodity, dominado por Londres e Nova York. Não há ainda data para o lançamento do novo contrato, mas operadores e analistas no China dizem esperar que as negociações comecem no fim deste ano ou no início do próximo.

As negociações devem se concentrar na Bolsa de Xangai, que já realizou cinco testes para o novo contrato, segundo seu site. Há, porém, ainda incertezas, entre elas o acesso de investidores e grandes companhias do setor de petróleo aos contratos. Autoridades na China informaram que definirão um preço de referência para o petróleo na Ásia que seja adequado à forte demanda na região. Um contrato denominado em yuan também poderia desafiar o papel do dólar, ao possibilitar a exportação em outra moeda.

Investidores estrangeiros terão permissão para comercializar os contratos. Analistas dizem, porém, que deve levar tempo até que os futuros de petróleo chineses possam desafiar o domínio dos dois contratos globais de referência, de Londres e Nova York.


Comments are closed.