Em até dois anos, as viagens de ônibus em Contagem, na região metropolitana, devem ser até 20 minutos mais rápidas graças à implantação do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM). O novo modelo, cujo edital de licitação foi apresentado nesta quarta-feira em audiência pública, também prevê comodidades ao usuário, como wi-fi nas estações e transporte mais “limpo”. Além disso, 15% da frota será formada por veículos elétricos. “Significa mais segurança e conforto para o usuário”, afirmou o prefeito Alex de Freitas.

Entre junho e julho deste ano foram realizadas oito consultas públicas nas regionais de Contagem para desenhar o novo plano. As empresas ficarão responsáveis pela aquisição dos veículos mais modernos e a prefeitura vai arcar com a infraestrutura, como a construção de dez estações e obras viárias. O prefeito considera que as obras custarão cerca de R$ 1 bilhão.

Segundo o presidente da Transcon, Gustavo Peixoto, haverá nas estações painéis mostrando o horário dos coletivos, além de internet gratuita. Os usuários também pagarão apenas uma passagem, mesmo que precisem usar mais de um coletivo para chegar ate o destino final.

Continua após a publicidade

Tarifas

A prefeitura entrou na Justiça para discutir o aumento de tarifa realizada em 2017, quando o preço da passagem passou de R$ 3,70 para R$  4,05 depois que a empresa acionou o Judiciário. O recurso não foi analisado. 


Comments are closed.