O presidente da República, Michel Temer, voltou a defender a reforma da Previdência, disse que não vai desistir de sua aprovação e avisou que vai usar o recesso parlamentar para continuar trabalhando para conquistar os votos necessários para sua aprovação. “Quero aproveitar a presença dos nossos deputados federais para dizer que nós jamais vamos desistir da Previdência e não vamos desistir da Previdência em nome no Brasil”, afirmou, em cerimônia de liberação de recursos para saneamento no Paraná, no Planalto. “Salvar a Previdência é salvar o País”, completou.

Temer disse ainda que está repetindo sempre o seu discurso em favor da reforma, pois a repetição é importante para o convencimento e mais uma vez fez um apelo aos parlamentares. “Quero aproveitar a presença dos deputados para dizer que neste mês de janeiro vamos continuar esclarecendo as questões da Previdência”, afirmou.

O presidente fez uma analogia com o setor de saneamento e disse que muitas vezes não interessa que as obras sejam “enterradas”. “A reforma da Previdência não foi preciso desenterrar, pois ela estava sempre a mostra, sempre na superfície”, destacou. “Eu encontrei muitas obras enterradas no meu governo e desenterrei todas. Nós conseguimos fazer coisas que na verdade ao longo do tempo nós todos sabíamos que estávamos soterradas, enterradas, ninguém mexia naquilo temeroso das consequências”, completou.

Continua após a publicidade

Melhorias

Temer disse que ao desenterrar propostas e projetos o seu governo esta conseguindo recuperar a economia e disse que os efeitos disso já estão sendo sentidos. Ele citou a melhora da arrecadação em novembro, disse que espera “um belíssimo Natal” com a melhoria do varejo e que esses efeitos devem “prosseguir no ano que vem”.

O presidente citou ainda medidas para auxílio de Estados e municípios e que seu governo “se preocupa com a federação como um todo”.


Comments are closed.