Depois de três anos no vermelho, a indústria mineira começa a dar sinais de recuperação. A produção industrial, que no ano passado encerrou com queda de 12, 8%, deve fechar 2017 com crescimento de 1,91%.

“Tecnicamente, saímos da recessão”, destaca o economista da Federação das Indústrias do Estado de Minas férias (Fiemg), Guilherme  Velloso. Para o ano que vem, a expectativa é de crescimento de 3,33%.

Segundo o economista, os principais responsáveis pela recuperação foram a mineração, devido à melhora dos preços internacionais, e a metalurgia, devido à recuperação da indústria automobilística. Ainda segundo Velloso, a inflação abaixo da meta e a taxa de juros no menor patamar da história viabilizaram a retomada.

Continua após a publicidade

O presidente da Fiemg, Olavo Machado, destaca que ainda há desafios no campo político. “A redor a da Previdência precisa ser aprovada o quanto antes”, afirma Machado.


Comments are closed.