Uma vez por mês, a funcionária pública Sônia Eloísa de Almeida, 58, vai visitar seus familiares em Matutina, no Alto Paranaíba. Para isso, ela tem que sair de casa, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, às 4h30, pegar um ônibus em direção à rodoviária da capital, aonde chega às 6h. De lá, segue para Patos de Minas para, enfim, embarcar no coletivo que a leva para sua cidade natal. “É muito cansativo e perigoso, além de sair caro, já que, muitas vezes, eu não consigo ir de ônibus para BH e acabo tendo que pagar por um Uber ou táxi”, contou.

Desde quarta-feira (20), a betinense, assim como cerca de 1 milhão de pessoas que vivem na cidade e em municípios da Grande BH, terão essa desgastante rotina alterada. É que, após cinco anos de espera, foi oficialmente inaugurado o Terminal Rodoviário de Betim, localizado ao lado do Partage Shopping, às margens da BR–381. Na solenidade, as linhas municipais e metropolitanas, além das estaduais e interestaduais, começaram a operar. A expectativa é que o terminal atenda cerca de 10 mil pessoas por mês.

“A rodoviária é imprescindível e vai atender cerca de 1 milhão de pessoas da região”, disse o prefeito de Betim, Vittorio Medioli. Ele lembrou que, quando assumiu o governo, o terminal estava com problemas em seu projeto estrutural, não podendo funcionar, além de ter sido depredado. “Conseguimos junto ao governo do Estado aprovar o novo projeto arquitetônico e, hoje (quarta-feira), ele está fazendo suas primeiras viagens. Serão 500 viagens que ligam Betim a vários Estados, uma comodidade para todos e uma marca para a cidade, que poderá implantar novos projetos, ampliar a sua receita e dar mais oportunidades de trabalho e renda para população”, disse o prefeito, na solenidade de inauguração.

Continua após a publicidade

As obras de readequações na rodoviária se iniciaram no fim de agosto após a aprovação do projeto por parte do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagens (DEER) de Minas Gerais. Ao todo, os empreendedores do Partage Shopping investiram cerca de R$ 10 milhões nas obras, sendo que R$ 1,05 milhão foram aplicados somente nas obras de adequações, feitas neste ano.

Estrutura. A rodoviária ficará aberta 24 horas por dia. Ela tem sete plataformas para embarque e desembarque de ônibus rodoviários, além de um terminal para as linhas municipais e metropolitanas – são 17 linhas municipais e duas metropolitanas.

Até agora, são mais de 30 linhas estaduais operando, e sua capacidade máxima é de 504 viagens diárias. “Os moradores de Betim e da região terão como se locomover sem pegar tanto congestionamento e tendo o conforto de embarcar e desembarcar dentro do terminal. Esse é um presente de Natal para a cidade”, salientou a diretora da Diretoria Executiva de Transporte e Trânsito (Transbetim), Vânia Elias. O órgão é responsável pela gestão da rodoviária.


Comments are closed.