Algodão doce, pipoca, cachorro quente, pula pula e quatrocentos presentes distribuídos pelo Papai Noel. Foi assim a manhã, desta sexta-feira (22), para as crianças do bairro Bom Destino, em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte.

O evento, realizado no pátio da igreja católica do bairro, foi organizado pela Funerária Santa Luzia, em parceria com cerca de 20 outras empresas do comércio local. É o primeiro ano do projeto, que contou com adoção de cartinhas de pedidos e sorteio de outros presentes.

“Os colegas de trabalho que são empenhados na área social levaram a iniciativa para dentro da empresa e nós abraçamos. No início, foram 80 cartinhas e depois outras empresas abraçaram também a causa e nós chegamos ao número de 400 presentes. Sorteamos os outros 320, mediante senha”, conta Fernando Freitas, proprietário da Funerária Santa Luzia. Só na funerária, 30 cartinhas foram adotadas.

Continua após a publicidade

“É mínimo necessário. Hoje, com nosso governo tão medíocre. a população precisa ajudar o próximo. É muito satisfatório poder ajudar quem precisa. É o mínimo que podemos fazer”, destaca o empresário, e garante que a intenção é ampliar o projeto para os próximos anos. “É o primeiro da funerária Santa Luzia, mas não será o último”, garante.


Satisfação

Na fila para receber os presentes, os amigos Ian, de seis anos e Artur, também de seis anos esperavam ansiosos com as bocas meladas de algodão doce. Ian pediu um patinete e Artur uma bola. Quando receberam não disfarçaram a alegria.

Os presentes foram entregues nominalmente e as crianças receberam da mão do papai Noel. O caseiro Washinton Santana  precisou ir buscar os pedidos dos filhos Uandro e Liliane. As crianças não puderam ir pois estavam viajando. Na cartinha, eles pediram uma cesta básica para poder ajudar a família e tênis para poderem ir à escola.
“Fico muito feliz e agradecido. Nosso Natal do ano passado foi muito ruim, a gente não teve nada por falta de dinheiro. Agora, graças a essas pessoas iluminadas a gente vai poder ter um Natal mais feliz. Eu agradeço e peço a Deus que ilumine quem ajudou a gente”, agradece, o pai.
 


Comments are closed.