Depois de ficar cinco meses com oficinas paralisadas por questões judiciais, o programa Fica Vivo!, que atendia jovens entre 12 e 24 anos em todo o Estado com a oferta de oficinas, volta a funcionar na semana que vem, conforme o governo de Minas garantiu nessa sexta-feira (22). Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), o retorno das atividades será completo.

Ao todo, 250 profissionais que atuam nos Centros de Prevenção à Criminalidade (CPCs) do Estado, além de novos contratados, passaram por capacitações e começam a atuar na próxima semana.

Segundo o governo, 11 mil jovens eram atendidos mensalmente pelo Fica Vivo! em 450 oficinas. Além da iniciativa, os programas Mediação de Conflitos, Programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional (PrEsp) e Central de Acompanhamento de Alternativas Penais (Ceapa), que também haviam sido suspensos, voltam a funcionar.

Continua após a publicidade

Paralisação. O Fica Vivo! e os outros programas de prevenção foram paralisados quando a parceria do Estado com o Instituto Jurídico para Efetivação da Cidadania (Ijuci), que era responsável pela gestão das atividades, encerrou, em julho. Nova licitação foi realizada, mas houve questionamento em relação ao edital, o que atrasou o processo.

Atendidos. A capacidade de atendimento do Sistema Socioeducativo de Minas Gerais é de 1.485 vagas, e 1.800 adolescentes cumprem algum tipo de medida socioeducativa no Estado.


Comments are closed.