A Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais publicou nesta quinta-feira (28) o edital de abertura de concurso que contratará 16 mil professores de educação básica de diversas disciplinas e 700 vagas para especialista em educação básica para 848 municípios mineiros.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet, em www.fumarc.com.br, a partir das 9h do dia 26 de fevereiro até as 23h59 do dia 8 de março de 2018.

O edital para o concurso está disponível para consulta na página 36 do Diário Oficial Minas Gerais do dia 28 de dezembro de 2017. Clique para acessar o edital

Continua após a publicidade

Para requerer a isenção da taxa de R$ 70,00, valor que será aplicado tanto para a vaga de professor quanto para de especialista, o candidato deve acessar o mesmo endereço eletrônico de 22 a 26 de janeiro. A aplicação das provas objetivas, que vão contar com 60 questões de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos didático-pedagógicos e Conhecimentos específicos, está prevista para 8 de abril de 2018.

Os candidatos terão como locais de provas todas as cidades-sede das 47 Superintendências Regionais de Educação.

Subsecretário de Gestão de Recursos Humanos, Antonio David de Sousa Junior, esclarece que a carga horária das vagas ofertadas no edital varia de acordo com a realidade das escolas estaduais.

“Aplicamos uma metodologia para levantamento das vagas ofertadas que compreende as diferentes realidades de nossas escolas. Assim, a maioria absoluta das vagas ofertadas no edital tem carga horária de 12 a 16h/aula semanais de regência, mas há vagas ofertadas na faixa de 10 a 11 h/aula e, ainda, aproximadamente 25% das vagas no corte de 5 até 9 h/aula semanais”, diz

De acordo com o subsecretário, a diferenciação de carga horária foi feita para atender as especificidades de pequenos municípios, de escolas que têm pequeno número de turmas, para que também essas localidades possam ter professores efetivos.

Especialista

Para as vagas de especialista em educação básica não há distinção de habilitações: os servidores poderão atuar como orientadores educacionais, supervisores ou coordenadores pedagógicos, desempenhando funções fundamentais na organização da escola e no aprimoramento dos processos de ensino.

Já os cargos de professor de educação básica abrangem várias disciplinas como História, Geografia, Química, Física, entre outras que compõem o currículo básico dos anos finais do ensino fundamental e de todo o ensino médio.


Comments are closed.