Após tentar sair de um bar sem pagar e discutir com o dono do estabelecimento, um rapaz de 19 anos tentou matar o proprietário a tiros em Coromandel, na região do Alto Paranaíba, no início da manhã deste sábado (30). O suspeito fugiu e foi encontrado pela Polícia Militar (PM) dormindo dentro de um carro. Ao ser acordado, ele tentou fugir mais uma vez, derrubando o portão de sua casa e quase atropelando a própria avó. 

Segundo a corporação, eles foram acionados pelo dono do bar, de 28 anos, por volta das 6h. Ele relatou que teve um desentendimento em seu estabelecimento, no bairro Mangabeiras, após o cliente J.L.L.S.L tentar sair sem pagar o que havia consumido. Após ser impedido de deixar o bar, o rapaz saiu dizendo que as coisas “não ficariam assim”. 

Quando o dono e os funcionários fechavam o estabelecimento, o rapaz passou em uma Fiat Strada prata e apontou um revólver na direção das vítimas, efetuando diversos disparos. As vítimas se jogaram no chão e conseguiram sair ilesas. Os tiros atingiram uma porta de vidro e a parede do bar. 

Continua após a publicidade

Depois disso o rapaz fugiu em alta velocidade, mas foi seguido pelo dono do bar, que já sabia onde era a casa de familiares do suspeito. Eles acharam o carro usado no crime estacionado na garagem da casa da avó do atirador, que abriu o portão para que as vítimas procurassem o seu neto na casa. 

Foi então que eles localizaram o jovem, que havia consumido muita bebida alcoólica, dormindo dentro do veículo e acionaram a PM. Como o suspeito estava trancado dentro do carro, ele foi acordado pelos policiais, mas imediatamente ligou o veículo e começou a manobrá-lo dentro da garagem. 

Durante a tentativa de fugir, ele derrubou o portão da casa, que foi arremessado para a rua, e por muito pouco não atropelou a idosa, que só escapou por ter sido puxada pelos militares. Um dos policiais efetuou cinco tiros contra o pneu do carro, mas ainda assim não foi possível evitar a fuga do suspeito. 

A PM segue fazendo rastreamento no município em busca do rapaz. 


Comments are closed.