A polícia tenta identificar os autores de um atentado que terminou com um homem de 28 anos morto e uma mulher de 32 baleada, na madrugada deste sábado (30), no bairro Vera Cruz, na região Leste de Belo Horizonte

Segundo a Polícia Militar (PM), era por volta de 4h50 quando um carro de cor escura passou pela rua Desembargador Braulio atirando contra um grupo de pessoas. Michael dos Santos Paulo foi atingido por disparos no antebraço e no braço esquerdo, sendo socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em estado grave, ao Hospital João XXIII. 

Ainda segundo a PM, possivelmente um dos disparos que feriram o homem atingiram uma artéria. Já Fabíola do Amaral Sales foi atingida por um tiro na canela e foi socorrida por populares até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). 

Continua após a publicidade

Em contato com os policiais, a mulher baleada relatou que eles estavam na rua Astolfo Dutra esperando uma amiga quando o veículo de cor escura chegou ao local. Ao perceberem que seriam alvo de atentando, eles correram, mas acabaram atingidos quando estavam na outra rua.

A vítima não soube informar quantos ocupantes estavam no carro e nem quem seriam os autores. Apesar da ocorrência policial não indicar o estado de saúde do homem ferido após a entrada na unidade de saúde, segundo um funcionário do hospital que não quis ser identificado, ele não resistiu ao ferimento e morreu. 

“Conversei com a mãe dele, que confirmou que uma mulher também tinha sido baleada, mas desconversou quando perguntei sobre a relação dos dois”, contou o funcionário. 


Bairro Califórnia

Ainda na madrugada deste sábado, um rapaz de 21 anos foi baleado na rua Francisco Teles, no bairro Califórnia, na região Noroeste de Belo Horizonte. Um morador da rua relatou que estava sentado no portão de casa quando ouviu um barulho semelhante a uma bombinha e viu diversas pessoas correndo. 

Logo em seguida, Lucas Henrique Almeida Costa entrou em sua casa dizendo que havia sido baleado e precisava de ajuda. O morador acionou o Samu e a PM, que socorreram o rapaz para o HPS João XXIII com um tiro no tórax. 

Enquanto a vítima era atendida pelos médicos, seu pai compareceu ao local e acompanhou a vítima até o hospital. Ele foi atendido e não correria risco de morte. A perícia da PC não compareceu ao local. 


Comments are closed.