Gabrielle estava grávida de 8 meses, aguardando a chegada da filha Sophia Gabrielly (Reprodução / Facebook)

Atualizado às 21h54m de 06/12/17 – correção de informações – A mulher suspeita utilizou um estilete para abrir a barriga da vítima e não uma faca

UBERLÂNDIA, MINAS GERAIS – Uma história de terror volta a assombrar o Triângulo Mineiro após uma grávida ter sido assassinada e ter o filho roubado. O crime ocorreu no bairro Monte Hebron em Uberlândia na última terça-feira (05) de dezembro.

Uma mulher de 38 anos confessou que matou Gabrielle Barcelos, 18 anos, e tirou a filha da barriga da vítima com um estilete – ela havia pesquisado na internet o procedimento para fazer a cesárea. Gabrielle Barcelos estava grávida de 8 meses.

A autora  do crime, Aline Roberta Fagundes, quase matou a recém-nascida durante o parto clandestino e teve que levar a bebê a uma unidade médica. A psicopata ainda passou o sangue da mãe da criança em sua vagina para simular que havia tido um parto normal em casa.

Exames foram feitos e foi constatado que ela não havia tido um parto, apesar de ter se sujado com o sangue da vítima.

O corpo da mãe da criança foi encontrado no quintal da autora do crime, nua da cintura para cima e com um grande corte na barriga. A autora Aline Roberta Fagundes foi presa na noite desta terça-feira (5) de dezembro em Uberlândia.

Quem denunciou foi o próprio filho da suspeita. O adolescente de 14 anos chegou em casa e viu sangue pelos cômodos. No quintal avistou um colchão que parecia estar com um corpo dentro.

O marido Aline, 34 anos, também foi preso como coautor.

Segundo relato de testemunhas à PM, o casal de suspeitos morava perto da vítima, no bairro Monte Hebron, e já havia aliciado a jovem por diversas vezes, dizendo que queria ajudá-la com enxovais. No dia do crime, Aline convidou a vítima Gabrielle até sua casa e colocou gotas de rivotril em um suco, assim que a vítima perdeu os sentidos, ela cometeu o crime.

Uma das prováveis causas para o crime é que a suspeita supostamente teria perdido um bebê de quatro meses de gestação há pouco tempo e queria colocar outro no lugar.

O casal foi preso e levado para a delegacia da cidade. Já a criança tem o quadro de saúde estável e requer cuidados especiais por ter nascido de maneira forçada e pré-matura.

Gabrielle Barcelos e o namorado de 16 anos, estavam ansiosos pela chegada da pequena Sophia Gabrielly.

Com informações da PMMG


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here