Belo Horizonte já registrou seu primeiro feminicídio em 2018. Trata-se de uma mulher ainda não identificada, com a idade estimada em 40 anos, que foi encontrada, na tarde desta segunda-feira (1º), morta em um lote vago em meio a um matagal na rua Diamantina, próximo a avenida Antônio Carlos, no bairro Lagoinha. 

De acordo com a Polícia Militar, o corpo, que estava seminu, trajando apenas calcinha, apresentava sinais de violência. Os peritos da corporação constataram dezenas golpes de faca e outros objetos cortantes pelo torso, sendo oito de grande profundidade e outros dezessete cortes menores. 

O corpo foi levado para o IML. A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não possui suspeitos pelo assassinato. 

Continua após a publicidade

Histórico

Somente em Minas Gerais, um total de 71.772 mulheres foram vítimas de violência doméstica e familiar no primeiro semestre de 2017 – uma média de quase 400 casos por dia.

O feminicídio só foi tipificado e incluído no Código Penal em 2015, por meio da Lei Federal 13.104. Até então, os casos eram enquadrados, na maioria das vezes, como homicídio.


Comments are closed.