O ano mal começou e a onda de explosões de caixas eletrônicos que chamou atenção no fim de 2017 ainda continua. Na madrugada desta quinta-feira (4), Dom Cavati, cidade de cerca de 6 mil habitantes do Vale do Aço, foi palco de uma ação criminosa que terminou com duas agências bancárias completamente destruídas. 

Segundo o sargento Waldirlon Ribeiro, da Polícia Militar (PM) do município, conta que a quadrilha chegou em dois veículos Mitsubishi L200, uma prata e uma branca, por volta de 1h. “Eles tomaram os pontos de acesso aos bancos e começaram a disparar para o alto com armas de grosso calibre, como .40, 12 e 9 mm. Logo em seguida foram ouvidos três estouros, que constatamos depois que foi uma explosão na agência da Sicoob e outras duas no banco Itaú, que ficam em imóveis vizinhos”, explicou o militar. 

Um vídeo feito por moradores da cidade mostra parte da ação da quadrilha: 

Continua após a publicidade

Durante a ação, os bandidos não chegaram a cercar ou atirar contra o pelotão da PM, mas apenas no entorno das agências bancárias, visando evitar a aproximação da polícia ou de moradores da cidade. “Após a explosão eles pegaram a BR-116 no sentido ao município de Iapim. Mas eles também podem ter ido para os lados de Ipatinga. Há informações de que as caminhonetes foram vistas saindo de lá e, inclusive, uma das caminhonetes foram roubadas em Ipatinga”, completa o sargento Ribeiro. 

A PM continua fazendo buscas na região, porém, até o momento nenhum suspeito ou os veículos usados foram localizados. 

 

Suspeito pode ser fugitivo da Nelson Hungria

Assim como na última explosão registrada em 2017, no dia 30 de dezembro na cidade de Entre Folhas, também no Vale do Aço, o principal suspeito de comandar a quadrilha que invadiu Dom Cavati é um fugitivo do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte

Na época, a PM de Entre Folhas afirmou que Felipe Moreira Quirino, o “Filipin Branco”, de 26 anos, que é natural de Ipatinga e conseguiu deixar a unidade prisional no último dia 19 de dezembro, é especialista neste tipo de crime e, como os ataques na região iniciaram após sua fuga, ele seria o principal suspeito. 


Comments are closed.