Foto: Divulgação

UBERLÂNDIA, MINAS GERAIS – Incentivar a população a cuidar e zelar de áreas verdes públicas em benefício da coletividade. É com esse lema que a Prefeitura de Uberlândia tem intensificado as parcerias do projeto Adote uma praça ou canteiro central. Por meio desta lei, é possível que qualquer pessoa ou empresa possa ser responsável pela manutenção destes espaços, em uma relação benéfica para o município e a sociedade. Só em 2017, oito novos contratos de adoção foram firmados e outros 18 estão em andamento.

Este projeto é regulamentado na cidade há mais de 20 anos, por meio de um decreto. Trata-se de uma parceria entre a prefeitura e a iniciativa privada, cujo objetivo é motivar ações práticas de revitalização e investimento de infra-estrutura nos ambientes públicos. Na prática, é uma maior possibilidade de lazer e convivência saudável a todos.

O assessor técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, Anderson de Paula, explica que a gestão municipal tem incentivado ao máximo que entidades se engajem nestas parcerias. “É algo muito bom para toda a comunidade, que pode conservar e melhorar suas áreas verdes. No fim do processo, ganham a cidade, quem adota e a população em geral. O prefeito Odelmo Leão acredita que as parcerias são importantes para fazer com que Uberlândia se desenvolva e ofereça o melhor aos cidadãos É por isso que damos todo o suporte para os interessados”, comentou.

Continua após a publicidade

Além do ganho coletivo, empresas que assumem a responsabilidade por um canteiro ou praça também podem ter vários benefícioscom a iniciativa, como apoio a ações de bem-estar voltadas à comunidade.

Passo a passo para a adoção:

– Os interessados em adotar alguma área verde da cidade devem comparecer ao Centro Administrativo com um ofício descrevendo todas as ações que pretendem implementar no espaço, tais como revitalização, pintura, plantio de árvores, entre outras.

– Os técnicos da prefeitura realizam uma detalhada visita técnica ao local. É gerado um laudo que apontam a viabilidade da adoção da área requerida e se são prudentes as respectivas propostas de adoção.

– Os agentes municipais entram em contato com a parte interessada na adoção para agendar reuniões que norteará as diretrizes do processo.

– Para facilitar o processo por parte dos interessados, a prefeitura realiza o projeto de Revitalização ou Urbanização.

– Se todos os procedimentos forem satisfatórios, é assinado o Termo de Adoção e do Plano de Trabalho, com publicação da parceria no Diário Oficial do Município.

Fonte: Ascom


Comments are closed.