Um adolescente de 14 anos quase engoliu um parafuso de plástico quando comia um hambúrguer do McDonald’s no último sábado (30). O objeto estava dentro de um sanduíche comprado no drive-thru de um restaurante na avenida Cristiano Machado, no bairro Juliana, região Norte de Belo Horizonte.

O pai do garoto, o comerciante Édis Alexandre Mafia de Deus, de 34 anos, contou que comprou três produtos no estabelecimento: um McLanche Feliz, um McNífiico Bacon e um hambúrguer de uma linha especial chamado Crispy Onion Barbecue. Foi exatamente nesse último que estava o parafuso.

“Nós saímos do drive-trhu em direção a minha casa. Eu estava dirigindo e meus dois filhos comendo. De repente, meu filho de 14 anos começou a gritar, a gente não sabia o que tinha acontecido e eu imediatamente encostei o veículo, quase que na calçada”, relembra.

Continua após a publicidade

“Ele não conseguia nem falar, parece que o parafuso já estava na garganta dele, quase que descendo mesmo. Eu falei para ele cuspir, ele cuspiu no banco do carro e falou que tinha alguma pedra cortando a boca dele, ele não sabia identificar o que era. A gente foi olhar o que era e descobrimos o parafuso”, completa.

Parafuso do saleiro

Revoltado com o caso, o pai foi até uma base móvel da Polícia Militar (PM) no bairro São Gabriel, região Nordeste da capital, onde mora com a família, e registrou um boletim de ocorrência. Não satisfeito, ele voltou ao restaurante e mostrou o parafuso encontrado no hambúrguer à gerente do estabelecimento.

Depois de ouvir o relato do pai, a mulher disse que o parafuso não poderia ser do McDonald’s e convidou o homem a conhecer a cozinha do restaurante. No entanto, durante a visita, a própria funcionária identificou que o objeto pertencia a um saleiro utilizado para temperar as carnes. Ela pediu desculpas, afirmou que aquilo nunca tinha acontecido na loja e garantiu que o responsável pelo estabelecimento ligaria para ele depois.

“O McDonald’s me ligou depois de umas duas horas, pediram milhões de desculpas, mas não souberam explicar porque aconteceu aquele fato. Entretanto, nem sequer ofereceram o dinheiro de volta ou perguntaram se eu precisava de algum auxílio”, ressaltou o pai.

Segundo Édis Alexandre, desde o dia em que encontrou o objeto no sanduíche, o menino não consegue mais comer com tranquilidade. “Agora toda vez que ele vai consumir algum alimento fica nessa preocupação se tem alguma coisa. Sanduíche mesmo ele não vai comer tão cedo”, lamenta.

Em nota, o McDonald’s informou que está em contato com o cliente e que apura internamente as causas do ocorrido.

O pai do garoto já procurou um advogado e vai processar a rede de fast food. Em um caso semelhante, em novembro do ano passado, a Justiça mineira condenou uma loja franqueada do McDonald’s, no bairro Silveira, na região Nordeste de BH, a pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais a um cliente que encontrou um escorpião em um Big Mac, em setembro de 2012. Clique AQUI e relembre.

Atualizada às 12h13.

Fonte: O Tempo


Comments are closed.