O ano mal começou e já é carnaval em Belo Horizonte. Alguns blocos já foram para as ruas neste sábado (6) e arrastaram foliões vestidos a caráter, com direito a fantasias, muita purpurina, animação e bebidas. Pela manhã, dezenas de pessoas percorreram as principais ruas do bairro Esplanada, na região Leste, atrás da bateria do Unidos do Queimalargada. À tarde, a animação fica por conta do Tchanzinho da Zona Norte. A concentração começou às 14h, na Praça Manoel dos Reis Filho, no bairro Jaraguá, na Pampulha.

O carnaval do ano passado, segundo a Belotur, arrastou 3,5 milhões de pessoas para as ruas da capital, atraindo mais de 500 mil turistas. A estimativa da empresa municipal de turismo, para a festa deste ano, é de aumento de pelo menos 20% de foliões.

De acordo com um dos coordenadores do Unidos do Queimalargada, Guto Borges, o nome do bloco já explica ser ele o primeiro a ir para as ruas da capital. “A ideia do bloco é sair muito antes do carnaval. Vários outros ensaios estão previstos neste sábado e podemos dizer que o carnaval de Belo Horizonte começou oficialmente”, brincou o folião. “O mês de janeiro inteiro será de carnaval”, reforçou.

Continua após a publicidade

Outra coordenadora do bloco, Fernanda Machado, conta que só esperaram passar o réveillon para dar início aos desfiles do Unidos do Queimalargada. “Agora, sim, só vamos parar em março”, garantiu.


Ao contrário dos outros blocos, o Unidos do Queimalargada não está ensaiando, segundo Fernanda. “Já é carnaval. O bloco já está saindo”, reforçou a foliã. “Esse é o segundo ano que saímos pelas ruas do Esplanada, pois somos bem recebidos pela comunidade”. Assim como os demais foliões, ela estava com fantasia e não poupou purpurina no rosto. A festa começou na Praça Abadia e terminou no Silvio’s Bar. A concentração começou às 8h e o batuque não tinha hora para acabar.

“Todo mundo já entrou no clima. Alegria geral. Todo mundo tocando. Nosso bloco não tem ensaio, todo mundo que quiser pode tocar”, disse Fernanda. Os próximos eventos, segundo ela, já estão programados na página do Unidos do Queimalargada, no Facebook.

A aposentada Maria de Oliveira Sales, de 76 anos, não resistiu ao batuque e foi para as ruas acompanhar a passagem do bloco pela rua Francisco Lobo, no Esplanada. “É gostoso demais. A maior diversão que a gente tem aqui é carnaval. Anos atrás, a minha diversão era cair no meio da folia. Agora, com a idade, é só curtir a alegria. Pelo jeito, esse vai ser um dos melhores carnavais de Belo Horizonte”, disse a aposentada.

Sandra Gomes saiu com a família do bairro Sagrada Família, na região Leste, para acompanhar o Unidos do Queima Largada. “Morei muitos anos no Esplanada e não posso perder. O carnaval aqui é maravilhoso”, disse.

A relações públicas Luciana Mascarenhas, de 28, toca na bateria e foi vestida de palhaça. “Carnaval, agora, só acaba dois finais de semana depois da quarta-feira de cinzas. Foi dada a largada oficialmente”, brincou.
 

CHAMAMENTO
 

A Belotur publicou nessa sexta-feira, no Diário Oficial do Município (DOM), um chamamento público de permutas para empresas interessadas em apoiar o Carnaval 2018, por meio da prestação de serviços, fornecimento de bens e de mão de obra. “Podem participar pessoas jurídicas de qualquer segmento empresarial, desde que a proposta seja pertinente ao objetivo do chamamento e à natureza do trabalho realizado pela Belotur”, informou a Belotur. “Cada vez mais consolidado e já considerado um dos maiores do país, o carnaval de Belo Horizonte tem se tornado uma boa oportunidade para que o setor privado apresente seus produtos, serviços e realizem ações de relacionamento com o público”, disse a empresa de turismo.

O chamamento estabelece regras claras para que todos os interessados tenham condições iguais para apresentar propostas de parceira com o Carnaval de Belo Horizonte. As propostas serão recebidas até 12 de janeiro, sexta-feira, mediante entrega de envelope lacrado na sede da Belotur, na Rua da Bahia, 888, sexto andar, no horário de 09h às 12h e de 14h às 17h.


Comments are closed.